Plano de retomada das atividades prevê 12 cadeias produtivas na 1ª fase

A retomada da atividade econômica acontecerá na Capital e no interior, e devolverá 19,9% da força de trabalho dos setores, indica cronograma debatido entre Estado e empresários. Com tendência de estabilização, Governo cogita reabertura em junho.

Na primeira fase do projeto, 12 cadeias produtivas devem voltar às atividades, com o retorno de 19,9% da força de trabalho destes setores. 

Durante live, o governador do Estado, Camilo Santana, falou que “pela primeira vez, se comprova um achatamento da curva de casos de contaminação pelo coronavírus e os casos de óbito em Fortaleza. Todas as nossas decisões são pautadas na ciência e são focadas em minimizar o impacto no sistema de saúde”.

O governador ainda disse que a reabertura da economia dependerá da melhora no número de casos e só acontecerá após recomendações dos especialistas da área médica. Contudo, Camilo afirmou que a expectativa é de que o plano de retomada da economia possa entrar em vigor em junho.  

Segundo o chefe da Casa Civil do Estado, Élcio Batista, o plano de retomar a economia deverá ter duração mínima de 56 dias e será aplicado em 4 fases. Durante as etapas, as equipes de saúde deverão realizar o monitoramento dos números da Covid-19.

Fonte: Diário do Nordeste
Compartilhe: